Quando vai entrar um swell?

Com certeza uma das atividades mais realizadas pelos surfistas é conferir os sites de previsão de ondas para saber quando vai entrar um swell. Atualmente, é possível saber isso com precisão.

Para entender melhor esse conceito, é preciso saber analisar a qualidade das ondas.  As ondas são formadas a partir de uma agitação na superfície da água ou abaixo dela. Geralmente elas são geradas pela ação dos ventos nos mares, a centenas de quilômetros da costa.

o que é swell

Tratando-se do swell, as ondas se formam nas zonas onde ocorre a formação de tempestades. Elas são as ondas preferidas dos surfistas por serem lisas, constantes e repletas de energias. A qualidade das ondas em um determinado local depende em grande parte de alguns fatores.

A quantidade de tempo que leva para duas cristas de onda sucessivas passarem por certo ponto é chamada de período de swell. Esse conhecimento é importante porque ajuda a saber se o mar está bom para surfar!

Conheça a previsão das ondas para saber quando vai entrar um swell

Se você não costuma checar as previsões das ondas para a região em que pretende surfar, pode ter dificuldades em saber quando vai entrar um swell. Quando os relatórios de surf relatam períodos de 20 segundos entre as ondas, bem como ventos leves no mar, as chances de pegar ondas perfeitas aumentam.

Por outro lado, intervalos curtos de tempo (entre 1 e 10 segundos) podem indicar que um ponto está com ondas geradas por ventos locais ou correntes de ondas regionais. Isso significa surf de baixa qualidade. Em resumo: quanto maior o tempo da onda, melhor o swell.

Vai entrar um swell?

Para obter essa resposta é preciso saber o período e as condições das ondas. A seguir, algumas referências que podem lhe guiar na busca de ondas perfeitas!

1 a 5 segundos: o vento local aumenta com ondas irregulares e desordenadas. Más condições de surf;

6 a 8 segundos: ondas de vento regionais e locais com condições médias de surf. Os ventos offshore podem melhorar;

8 a 10 segundos: swells de média distância melhoram as condições locais de surf. Vá em frente;

10 a 12 segundos: o poder dos swells de terra está fazendo efeito. Definitivamente vale a pena aproveitar;

Mais de 13 segundos: um swell longo traz ondas de alta qualidade. Sessão épica de surf a vista.

A diferença entre o swell de terra e o swell de vento

Agora que você já tem as informações que precisa para saber quando um swell vai entrar, saiba que existem dois swells relevantes para o surf: swells de terra e swells de vento.

As ondas de terra são o resultado de ventos intensos que pressionam a superfície do oceano, a milhares de quilômetros de distância da costa. Geralmente essas são as melhores fontes de ondas para o surf.

Quando tempestades e ventos fortes atingem os mares, produzem um conjunto de ondas que chegam às margens, onde perdem energia.

Esses ventos de longa distância produzem uma área na qual os ventos aplicam suas forças. Aqui eles são frequentemente estudados para entender a força e a direção dos swells futuros.

Essa área também pode produzir um grande swell dependendo da força dos ventos. Felizmente, os swells de terra perdem energia durante sua jornada até a costa. As longas distâncias percorridas por eles geralmente significam maior qualidade geral das ondas.

Isso leva a ondas agitadas na zona de criação quando o conjunto de ondas atinge um ponto de surf. Isso causa ondas limpas, muitas vezes com longos períodos.

O que é swell de vento? 

Quando os ventos locais sopram sobre a superfície da água perto das margens, eles criam ondas de vento. Essas ondas de curto período geralmente diminuem a qualidade do surf. É possível descobrir a origem do swell indo na sua direção.

A previsão da altura da onda acompanha os swells de longa distância em direção ao seu local de surf. Faça esse cálculo antes de cair na água.

Também é importante saber o que é difração de swell. A difração é uma mudança repentina na direção e intensidade das ondas após passar por uma obstrução offshore.

O obstáculo bloqueará uma parte da energia da onda, forçando-a a se espalhar para a área protegida atrás da obstrução. Por exemplo, se um swell de oeste ou sudoeste atingir um ponto de surf virado para o sul com uma costa curva, a energia das ondas irá dobrar em direção à área protegida ou oculta da costa.

Existem vários picos de surf ao redor do mundo onde a difração resulta em ondas espetaculares e perfeitas. Ou seja, nem sempre é ruim surfar em uma praia que não esteja de frente para o ângulo de swell predominante.

As ondas resultantes da difração são sempre mais fracas e menores do que antes de atingir o obstáculo e dobrar. No entanto, o comportamento da difração e o impacto que ela tem nas ondas não podem ser calculados com alta precisão.

Diversas variáveis como marés, ventos e outros fatores podem reduzir a precisão das previsões de surf. Porém, um bom conhecimento sobre o intervalo das ondas pode ajudar a melhorar a previsão.

Diferença entre difração e refração

A diferença entre difração e refração é que a refração é a curvatura de uma onda à medida que ela viaja e se propaga em diferentes profundidades. Já a difração precisa de um obstáculo para forçar a curvatura da onda.

Em um processo de refração, a parte da frente da onda que se propaga em águas rasas diminuirá a velocidade, e a parte em águas profundas continuará na mesma velocidade original. Em outras palavras, a difração fornece proteção natural contra ondas extremas geradas por tempestades.

Por fim, é importante não confundir o fenômeno que forma o swell com o fenômeno que causa um tsunami. O primeiro é um fenômeno meteorológico, enquanto o segundo é geológico.

A causa de um tsunami é um maremoto, ou seja, um terremoto causado pelo movimento das placas tectônicas no fundo do mar que agitam o oceano formando ondas que podem atingir a costa com mais de 10 metros de altura.

 

Selecione o Idioma

Sign In

Register

Reset Password

Please enter your username or email address, you will receive a link to create a new password via email.